ÚLTIMAS POSTAGENS

Banho de lua: passo a passo para o clareamento dos pelos.

Clarear os pelinhos do corpo valoriza o bronzeado de praia e garante uma folga dos métodos depilatórios. O ritual, conhecido popularmente como banho de lua, pode ser feito em casa ou no salão. Especialistas entregam os truques da técnica que há tempos é hit entre as famosas


Adriane Galisteu, Viviane Araújo e Mirella Santos: eis algumas das beldades que desfilam por aí com os pelinhos da coxa dourados ao longo do ano todo. A escolha não é à toa: valoriza o tom natural da pele e garante uma pausa nas sessões de depilação.

Sarah Farah, médica dermatologista e membro da Sociedade Brasileira de Medicina Estética de Porto Alegre, esclarece as principais dúvidas sobre o assunto, explica como fazer o procedimento em casa e diz ao que se atentar quando realiza-lo no salão.

O banho de lua é um procedimento estético que todo mundo pode fazer?
A principio, sim, todo mundo. Mas é claro que na prática há restrições. Em primeiro lugar, as gestantes - que só podem realiza-lo mediante liberação médica.

O clareamento dos pelos se dá através de produtos químicos; na prática isso significa que certamente há chances de reações alérgicas. Por isso, antes de optar pelo método é imprescindível realizar o teste de alergia. Basta aplicar o produto no pulso, seguindo as orientações de uso do fabricante e observar como o corpo reage. Vermelhidão e coceira intensas indicam alta sensibilidade da pele; nesse caso, o ideal é não seguir em frente. O teste de alergia é simples, rápido e evita surpresas desagradáveis.

A técnica pode ser realizada em qualquer parte do corpo?
Do ponto de vista médico, não é permitido nas áreas intimas. Na prática, observamos que barriga, braços e coxas são os grandes eleitos - tanto do público feminino quanto masculino - uma vez que são regiões com maior volume de pelos: ao clarea-los eles ficam levemente camuflados.

Seguindo esse critério e pensando sob a ótica da estética, o clareamento do buço requer cautela, pois surte efeito contrário chamando a atenção para a região. Nesse caso a técnica atende apenas às peles muito branquinhas e com pelos muito finos. Do contrário, se o objetivo é disfarça-los invista na depilação com cera, creme depilatório ou pinça.

Outro adendo é para as peles morenas às negras assim como para os pelos muito escuros e grossos: facilmente o efeito pode soar artificial. Vale deixar o produto uns minutinhos a menos para garantir um tom mais brando. Aos poucos, conforme se sentir à vontade com a intensidade do dourado, deixe o tempo máximo recomendado pelo fabricante.

Há outra(s) forma(s) de clarear os pelos do corpo?
O que conhecemos como banho de lua é ainda o método mais seguro por várias razões. O procedimento já é conhecido pelas brasileiras o que, consequentemente, acarreta no profissionalismo em torno do que o envolve. Nos salões, há equipes aptas a realiza-los e atentas as reações da pele. Em casa, uma vez que as instruções de uso dos ativos sejam seguidas à risca e a pele tenha passado ilesa pelo teste de alergia, a chance de sucesso é enorme.

Há quem aplique água oxigenada diretamente sobre os pelos enquanto se expõe ao sol. Trata-se de erro grave que coloca a saúde da pele em risco: os riscos de queimadura severa e irritação são imensos.

Mito ou verdade: o chá de camomila tem efeito clareador?
A ação clareadora da camomila é limitada. Ela potencializa o tom dourado, ou seja, apenas os fios loiros - sejam naturais, tingidos ou descoloridos - são beneficiados por ela.

Passo a passo para o banho de lua caseiro
Tão eficiente quanto o realizado nos salões, o banho de lua caseiro é simples de fazer. Em farmácias, supermercados e lojas de cosméticos é fácil encontrar os kits clareadores. Eles são práticos pois reúnem todos os ativos necessários, cada um na quantidade ideal que garante a integridade da pele. Em média, o dourado dos pelos dura um mês, mas isso depende da velocidade de crescimento deles.

1. Esfoliação - No corpo molhado, com o auxílio de uma bucha macia aplique o sabonete esfoliante de sua preferência nas regiões que terão os fios descoloridos: pernas, bumbum, barriga, braços e etc. “Movimentos circulares e vigorosos removem as células mortas, ativam a circulação e favorecem a absorção do hidratante usado no dia a dia”, afirma a médica.

2. Proteção - Os ativos descolorantes dos pelos geralmente desencadeiam uma ardência leve, porém constante. Proteger a pele dessa sensação desconfortável é fácil.

A parafina em creme e a vaselina cumprem essa função pois formam uma película intermediária entre a pele e os pelos. Outra opção igualmente recomendada pela dermatologista são os óleos de origem vegetal. “O truque é dar preferência às versões concentradas, como o óleo de amêndoas puro ou óleo de semente de uva. Os óleos pós-banho são mais diluídos; dessa maneira, não impermeabilizam a pele conforme ela necessita”.

Outra dica da especialista é cobrir com fita micropore eventuais machucadinhos da pele - o contato com o descolorante, além de possivelmente dolorido, pode ocasionar inflamações e agravar as lesões.

3. Descoloração - Uma vez feito o teste de alergia, dê continuidade ao processo: com uma espátula misture os ingredientes do kit respeitando as quantidades recomendadas do pó descolorante e da água oxigenada. Mexa até obter uma mistura homogênea e, então, aplique sobre as regiões que deseja clarear. Utilize uma espátula ou um pincel de cerdas largas. Certifique-se de que os pelos foram devidamente cobertos. Atente-se às instruções da embalagem sobre o tempo máximo de ação do produto. Monitore como a pele reage. Por fim, enxágue com água abundante e sabonete neutro.

4. Hidratação - Seque a pele com uma toalha macia sem esfregar, apenas encostando-a suavemente no corpo e aplique o hidratante. Sarah Farah sugere o preparo da máscara nutritiva com poder calmante a seguir: bata no liquidificador 2 copos de chá verde com um pouco de óleo concentrado de semente de uva ou de amêndoa e 1 maço de hortelã. Após coar, borrife e massageie o corpo suavemente.
O hortelã refresca a pele e inibe possíveis irritações.O chá verde, por sua vez, é um poderoso antioxidante natural. Somados ao poder hidratante dos óleos constituem uma combinação que garante uma pele macia e iluminada”, ensina Sarah. Depois do processo, a exposição solar é liberada - como sempre, apenas mediante proteção solar contra os raios UVA e UVB.

FONTE: YAHOO MULHER

Gostou? Então compartilhe:

A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.
 
TOPO
Copyright © 2015 Pra Ficar Charmosa. Designer by OT | GT