ÚLTIMAS POSTAGENS

Conheça a Dieta Volumétrica.


A dieta volumétrica é um método de emagrecimento baseado na ideia de que é o volume de um alimento ingerido – e não o número de calorias consumidas – que traz sensação de saciedade ao organismo. O procedimento prevê que ao consumir alimentos que deixam o corpo satisfeito com poucas calorias, a pessoa conseguirá perder peso sem maiores sofrimentos por sentir fome ou achar que está sendo privada de alguma comida.



O plano de emagrecimento utiliza o termo densidade de energia para se referir aos alimentos que podem ou não ser ingeridos. Aqueles que possuem baixa densidade de energia são indicados, devido ao fato de que proporcionam sensação de saciedade. Por outro lado, os considerados de maior densidade de energia, com mais calorias ou que demandam que o corpo ingira maiores quantidades para ficar satisfeito não são recomendados.
A dieta é encontrada em um livro chamado The Volumetrics Weight-Control Plan (Plano Volumétrico de Controle de Peso, tradução livre), escrito por Barbara Rolls, que é PHD e pesquisadora da área de nutrição na Penn State University e por Robert Barnett, um escritor da área de nutrição.
Como funciona
Para entender como funciona a dieta volumétrica é preciso ter em mente que a densidade de energia de um alimento se refere à sua quantidade de calorias por grama. Alimentos volumosos são aqueles que contêm menor densidade de energia para o peso que têm. Eles geralmente são ricos em fibras e/ou água, o que ajuda a proporcionar a sensação de saciedade ao corpo e por isso devem ser preferencialmente consumidos.
No livro, os autores classificam os alimentos em quatro categorias. A primeira é com aqueles que podem ser ingeridos a qualquer momento como frutas, vegetais como brócolis, tomate e cogumelos e caldos de sopa.
Na categoria número dois estão incluídos aqueles que devem ser consumidos moderadamente: grãos integrais, proteínas magras, legumes e laticínios com baixo teor de gordura.
A categoria três abrange as comidas que devem ser ingeridas em pequenas porções como pães, sobremesas, salgados assados, queijos e carnes com maior quantidade de gordura.
A quarta categoria reúne os alimentos que devem ser comidos raramente como frituras, doces, biscoitos, nozes e gorduras.
Para funcionar, a dieta volumétrica precisa ser acompanhada da prática diária de 30 a 60 minutos de exercícios físicos por dia.
Cálculo da densidade de energia dos alimentos
Para calcular o valor da densidade de energia de um alimento, é preciso encontrar o peso, em gramas, de uma porção. Esse número pode ser encontrado na embalagem do alimento. Ainda no rótulo, ache as calorias contidas em uma porção dessa comida. Basta dividir o número das calorias pelo peso, em gramas.
Por exemplo, um alimento com 50 calorias em uma porção de 100 gramas tem o número 0,5 de densidade de energia.
Cardápio
O cardápio da dieta volumétrica prevê que a pessoa tenha três refeições, lanche e uma sobremesa por dia. Por exemplo, uma dieta com a ingestão de 1.600 calorias diárias permite que no café sejam consumidas 400 calorias, no almoço 500, no jantar mais 500 e 200 em um lanchinho. O número de calorias ingeridas diariamente depende de questões específicas de cada indivíduo que for realizá-la. Essa quantia pode ser estabelecida com a orientação de um nutricionista.
Vamos agora ver algumas sugestões de cardápio para a dieta volumétrica:
Cardápio 1
No café da manhã, a dica é preparar um omelete com vegetais. Para acompanhar, uma medida de melão e cerca de 240 ml de leite com baixo teor de gordura.
No almoço, pode-se consumir uma sopa de abóbora, sanduíche de rosbife, uma tangerina e de sobremesa meia medida de pudim de chocolate sem açúcar.
Para o jantar, o cardápio prevê uma fruta fresca, uma salada de espinafre, salmão escalfado, brócolis e meio copo de arroz integral.
Durante o lanche, pode ser ingerido aproximadamente 240 ml de um iogurte de morango com baixa quantidade de gordura.
Cardápio 2
Consumir uma fatia de mamão e um pote de iogurte desnatado com uma colher de chá de aveia e uma colher de sobremesa de semente de linhaça triturada no café da manhã. No intervalo até o almoço, é permitido tomar uma xícara de leite desnatado com café, sem açúcar ou adoçante.
No almoço, a dica é comer duas colheres de sopa de lentilha, 100 gramas de filé grelhado de carne magra, uma salada com alface crespa, tomate caqui e manjericão fresco à vontade, três colheres de sopa abóbora cozida e três colheres de sopa de arroz integral. Para a sobremesa, chupar um picolé de fruta.
Durante o lanche, comer três damascos e duas castanhas-do-pará.
Para o jantar, o cardápio estabelece salada com alface crespa, cenoura ralada e tomate, duas colheres de sopa de arroz integral e um pedaço de 100 gramas de frango ensopado com tomate.
Outros benefícios
Além de auxiliar a perder peso, a dieta volumétrica também ajuda a manter o colesterol e pressão arterial controlados e a evitar problemas do coração, por ser rica em frutas, vegetais e grãos integrais e pobre em gordura e sal.
A dieta volumétrica também pode ajudar na prevenção contra diabetes do tipo 2, já que o sobrepeso é um dos fatores de risco para a doença. O plano de alimentação abrange alimentos que fazem bem ao organismo e não é rígido, o que não oferece danos à saúde.
Lados positivos e lados negativos
É bom ter em mente que a dieta volumétrica é um plano de emagrecimento a longo prazo. Ou seja, não adianta se desesperar se ela prontamente não apresentar resultados, é preciso ter paciência.
Além de não ser tão rápido, outro ponto que pode desanimar algumas pessoas é que a dieta estabelece que diversos alimentos do cardápio sejam preparados em casa. Também é necessário calcular a densidade de energia presente em cada alimento e manter as quantidades dentro do número de calorias estabelecido para cada dia.
Entretanto, quem insistir e resolver prosseguir com a dieta volumétrica poderá desfrutar de um plano de emagrecimento que prevê o consumo de poucas calorias, sem que permaneça a sensação de fome, já que essas comidas trazem a sensação de saciedade. A dieta também é flexível e os ingredientes podem ser modificados tendo como base preferências pessoais.

Via

Gostou? Então compartilhe:

A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.
 
TOPO
Copyright © 2015 Pra Ficar Charmosa. Designer by OT | GT