ÚLTIMAS POSTAGENS

Conheça as substâncias naturais para perder gordura e ganhar músculos.

Antes de cair no conto das fórmulas milagrosas ou virar presa fácil dos proibidos anabolizantes, conheça as ervas testadas e aprovadas por especialistas contra a gordura e a favor dos músculos.

Para queimar gordura

Café verde (Coffea robusta)

Por que funciona: o ácido clorogênico presente no extrato impede que o organismo utilize o açúcar dos alimentos como fonte de energia. Assim, o corpo é obrigado a utilizar o estoque de gordura como combustível. E ainda tem cafeína, que ajuda a acelerar o metabolismo.

Contraindicações: pessoas com hipertensão, hipertireoidismo e gastrite.

Evodia extract evo (Evodia rutaecarpa Benth)

Por que funciona: o fruto da evodia possui evodiamina, um alcaloide que, como a capsaína (presente nas pimentas), pode acelerar o metabolismo e auxiliar na queima da gordura. Seus compostos também reduzem a resistência à insulina. E, quando esse hormônio cumpre seu papel de fazer a glicose entrar nas células, ela não fica sobrando no organismo, o que previne picos de fome e estoque de gordura.

Contraindicações: hipertensos e insones.


Guggul (Commiphora mukul)

Por que funciona: usada na medicina aiurvédica, a planta indiana turbina o metabolismo e ajuda a queimar gordura. Ensaios clínicos mostraram que ela estimula a glândula tireoide, auxiliando na perda de peso. Em estudo conduzido por pesquisadores norte-americanos da Universidade de Nebraska, voluntários que tomaram 750 miligramas por dia e combinaram exercícios aeróbicos com treinos de força três vezes por semana perderam, em média, 3 quilos em 45 dias. Já os que fizeram os mesmos exercícios, mas não consumiram a erva, eliminaram de 250 gramas a meio quilo no mesmo período.

Contraindicações: pessoas com hipertiroidismo ou doença de Crohn.

Laminaria japonica (Laminaria japonica)

Por que funciona: também conhecida como kombu, essa alga marinha contém fucoxantina, que converte gordura, principalmente a que fica armazenada no abdômen, em energia. Além do efeito termogênico, regula as funções intestinais.

Contraindicações: pessoas com alterações na tireoide, cardiopatas, hipertensos e em tratamento com corticoides. Pode haver sintomas tóxicos por acúmulo de iodo.

Raspberry ketone (Rubus idaeus)

Por que funciona: os compostos fenólicos da framboesa vermelha têm efeito emagrecedor porque agem sobre a adiponectina, um hormônio produzido no tecido adiposo que controla a ingestão alimentar, entre outras funções.

Contraindicações: embora seu efeito sobre o metabolismo na redução de gordura corporal tenha sido comprovado em alguns estudos, há muito ainda a ser avaliado acerca de seus efeitos colaterais.

Reischi (Ganoderma lucidum)

Por que funciona: esse cogumelo, originário da China, tem antioxidantes que agem contra processos inflamatórios desencadeados pela gordura e elimina toxinas, que se alojam no tecido adiposo, causando as engordativas inflamações e dificultando a perda de peso. Também auxilia na redução do açúcar no sangue. Menos glicose em circulação é sinônimo de menor quantidade de insulina. A planta ainda melhora a imunidade e aumenta a energia, o que favorece aqueles dois bons hábitos capazes de eliminar quilos a mais: comer direito e fazer ginástica.

Contraindicações: alérgicos ao cogumelo, pessoas com problemas gástricos que façam uso de aspirina e com pressão alta. Evite tomar após o cafezinho (há o risco de causar agitação).

Spirulina pacífica havaiana (Platensis Arthrospira)

Por que funciona: rica em fibras, melhora o funcionamento do intestino e ameniza a fome. Também é cheia de clorofila, pigmento desintoxicante, fundamental na perda de peso.Pesquisas confirmam que essa alga estimula a flora intestinal, favorecendo a ação dos lactobacilos e das bifidobactérias, micro-organismos do bem que habitam o aparelho digestivo, promovendo uma digestão saudável e o bom funcionamento do intestino. Também fornece carboidratos complexos, minerais (ferro, magnésio, manganês, zinco, cobre, selênio e cromo) e vitaminas do complexo B, A e K. Todos esses predicados fazem da spirulina um suplemento com alto valor nutricional.

Contraindicações: não são conhecidas.

Para ganhar músculos

Avena sativa (Avena sativa)

Por que funciona: Avena sativa é o nome científico da aveia integral. Ela contém saponina, um fitoquímico que estimula a hipófise a aumentar os níveis de testosterona e liberar o hormônio luteinizante (LH), importante para os músculos. Também oferece zinco, mineral essencial para a produção de testosterona. Na forma de alimento, seria necessária uma quantidade muito grande para que surtisse efeito no ganho de massa magra.

Contraindicações: não são conhecidas.

Eurycoma longfolia (E. longfolia jack)

Por que funciona: o extrato dessa erva originária da Malásia, também conhecida como tongkat ali, possui cerca de 22% de peptídeos, fragmentos de aminoácidos que estimulam a produção de testosterona. Como têm boa biodisponibilidade, são facilmente absorvidos pelas células musculares.

Contraindicações: pessoas que sofrem de insônia e/ou irritabilidade.

Ginseng (Panax sp)

Por que funciona: popularmente conhecido como ginseng coreano, possui propriedades estimulantes e vasodilatadoras, diminui a fadiga crônica e favorece o fornecimento de nutrientes para o músculo. Mais: ajuda a reduzir os níveis de açúcar no sangue, diminui o cortisol (que prejudica o ganho de massa muscular), é antioxidante, ativa o sistema imunológico e estimula a produção de testosterona. Contraindicações: pessoas hipertensas e/ou com infecções renais.

Pycnogenol (Pinus pinaster)

Por que funciona: o extrato da casca do pinheiro marítimo francês é um antioxidante 50 vezes mais potente do que a vitamina E e 20 vezes mais do que a vitamina C. Além de neutralizar os radicais livres, o pycnogenol pode aumentar a produção do óxido nítrico, substância que dilata os vasos, favorecendo o fluxo sanguíneo e melhorando o desempenho durante o treino de força. Os músculos, menos fatigados e com maior poder de recuperação, agradecem.

Contraindicações: não são conhecidas.

Teanina (theanine)

Por que funciona: esse aminoácido é extraído das folhas do chá verde e promove o relaxamento físico e mental. Por essa razão, e também porque modula o cortisol, que é o hormônio do stress, pode até reduzir o mau humor. A substância também estimula a produção do hormônio do crescimento (GH), que é secretado durante o sono e contribui para o ganho muscular.

Contraindicações: para pacientes sensíveis a algum componente da fórmula.

Tribulus (Tribulus terrestris)

Por que funciona: contém flavonoides, alcaloides e saponinas - que, segundo estudos clínicos, estimulam a secreção de testosterona. Também pode aumentar os teores de estrogênio e do hormônio luteinizante (LH), que contribuem para o aumento da massa magra.

Contraindicações: mulheres com histórico de câncer de mama.

Urtiga dioica (Urtica dioica)

Por que funciona: impede a conversão da testosterona em estrogênio, o que aumenta os níveis do hormônio masculino no organismo. Também atende pelo nome de stinging nettle root.

Contraindicações: hipertensos.

Fontes: Heloísa Rocha, médica (Rio de Janeiro), Lucianna Jardim, nutricionista funcional (Rio de Janeiro), Mariana Duro, nutricionista funcional na Clínica Villa Vita (São Paulo), Simone Maia, nutricionista esportiva e clínica (Rio de Janeiro), Vanderlí Marchiori, nutricionista e fitoterapeuta (São Paulo).

VIA

Gostou? Então compartilhe:

A reprodução do conteúdo deste blog é permitida e incentivada, desde que citada e linkada a sua fonte.
Todas as postagens aqui são linkadas.
 
TOPO
Copyright © 2015 Pra Ficar Charmosa. Designer by OT | GT